Rivera: E viva a muamba!

Rivera: E viva a muamba!

14 2089

Rivera traz consigo todo o glamour dos melhores e dos mais caros desejados perfumes. Rivera traz consigo toda a diversidade elegância de vinhos e bebidas alcoólicas, sem falar do sabor do doce de leite. Na verdade, o que interessa, é que Rivera, acima de tudo, traz consigo toda a felicidade de se pagar tudo pela metade do preço daqui! Ô beleza!

A comida é ruim, as construções são da era paleolítica (a grande maioria não são cuidadas, antes fosse, seria um ponto a mais para a cidade)… mas tudo bem, afinal, para pagar R$20,00 um Amarula que aqui é encontrado por não menos que R$50,00, vale a pena a viagem.

A estrada a caminho da fronteira é longa, quase sem curvas (dá pra acelerar um tanto naquelas estradinhas!), passando por paisagens repetitivas, mas bonitas.

Os hotéis estão caindo aos pedaços, mesmo os mais caros, como no caso do que eu fiquei… mas não precisa dormir lá mais que uma noite para conseguir usufruir de todos os Free Shops espalhados, quase que em uma só rua. E até que é divertido pegar aqueles elevadores mais que antigos, tomar refri em garrafinha pequena em toda bodega e gritar pela janela: Buenos dias muchachos e muchachas!

A parrillada, prato típico do Uruguai, é uma comida que não me agradou muito e olha que amo carne!  Sim, eu tentei encarar, mas não dá pra provar miúdos depois de vê-los. E para acompanhar, um delicioso pomelo (e aí você me pergunta: o que é pomelo?) olha, eu não sei bem o que é, mas pelo que eu pude observar é um liquido gaseificado com gosto de limão mais que maduro, dizem que é feito com um tipo de limão diferenciado.

Apesar dos pesares não desista de fazer esta viagem! Lá também tem coca-cola e o Pringles é demasiadamente barato, basta ir ao free shop mais próximo. E, de sobremesa: alfajor milka. Eles adoram doce de leite! Fomos em uma padaria em que havia MUITA variedade… só de formas, mas o sabor era o mesmo em todos os doces: doce de leite. Tinha rodinha, quadradinho, bolinho, canudinho, docinho… todos recheados com adivinhem o que? Doce de leite.

E agora,  vamos falar do que interessa em Rivera:

- Perfumes muito baratos
- Cosméticos de todos os tipos e também muito baratos (desde aqueles lances frescos de Victoria Secret, até Pond’s, que ultimamente está em falta no Brasil)
- Vinhos, licores, cervejas, absintos, whiskys e quaisquer outras bebidas com contenham alcool. Que perdição!
- Pringles, MM’s, pimentas (Tabasco de tipos variados), alfajores Milka
- Azeites e demais especiarias para tempero
- Eletrônicos
- Eletrodomésticos

…e muito mais, o preço de alguns dos produtos que são vendidos por lá você pode ter uma idéia conferindo nos sites das Free Shops:

Atenção! Eles estão localizados muito próximos uns dos outros, mas há diferença de preços entre eles, portanto é bastante interessante pesquisar antes de comprar!

Ah, esqueci de apresentar os dados básicos: Rivera é uma cidade do Uruguai, vizinha da cidade brasileira Santana do Livramento. Constitui uma curiosa região binacional, denominada Fronteira da Paz, com aproximadamente 180.000 habitantes, que vivem de forma integrada. A Fronteira da Paz você pode observar na foto ao lado, quando estávamos fotografando fomos muito bem recebidos por uma habitante um tanto expansiva e totalmente desconhecida, mas que conseguiu se “integrar” a foto e é isso que interessa.

Outra informação totalmente útil é a de que, sinto informar, há um limite de compras que é de US$ 300 por pessoa. Compras acima desse valor devem ser declaradas na Receita Federal para o pagamento do imposto de importação correspondente para que o produto possa entrar legalmente no Brasil. Imposto? Daí já não vale mais! Fique dentro dessa cota, garanto que dá pra aproveitar bastante.

Outra dica que devo destacar é referente aos aparelhos eletrônicos. Verifique antes da compra se é correspondente ao que você tem em casa, porque como tudo lá é antigo, até o esquema de voltagens em Rivera é jurássico diferenciado, então não vai valer a pena comprar algo que não funciona por aqui!

A cidade que faz fronteira, Santana do Livramento, é minada de camelôs e deles não são exigidas notas ficais, portanto, aproveitem também para desfrutar de óculos de sol por apenas R$10,00 e demais produtos oferecidos com o já conhecido jeito chinês de fazer.

Hospedagem e demais informações você pode encontrar no GUIA DE RIVERA (em espanhol) e no GUIA DE RIVERA (em português).

E boa sorte muchachos!

PS: Esse é um texto opinativo, ninguém tem a obrigação de concordar comigo, essa foi a minha perspectiva após a primeira viagem que fiz para lá.

SIMILAR ARTICLES

14 COMMENTS

  1. Muambera e nem trouxe nenhum presentinho de lá pra mim, sacanagem. Desse jeito vo ter que seguir tuas dicas daqui e ir pra lá e não vou trazer nada pra ti, nem um amarula

  2. Pauline, antes de falar mal do que se encontra na casa dos outros, deveríamos ter mais cuidado e olhar nossos prórpios defeitos, que não são poucos.
    Rivera é uma cidade encantadora, pacata, com gente simples e educada, sempre disposta a ajudar os turistas, que muitas vezes agem de forma grosseira com os balconistas. As comidas são maravilhosas e não se prende somente a parrillada, tem chivito, pancho, asado de tira (churrasco), pizzas maravilhosas (feitas em forno de lenha, e a vista do cliente diga-se de passagem), e restaurtantes como os que temos aqui no Brasil, com toda a sorte de culinária, aliás, é só atravessar a rua e comer em um deles. Quanto ao Pomelo, é uma fruta cítrica, para quem tem o paladar mais aguçado, mas também se encontram as colas, os guaranás, água mineral, água tônica, enfim uma variedade muito grande de refrigerantes além destas que mencionei, sem falar nos excelentes vinhos e insuperáveis cervejas (se não fosse assim, a Avenida Sarandi à noite não viveria entupida de turistas lotando os bares e restaurantes), quem foi lá sabe do que estou falando. Em relação aos doces, sugiro uma visita à RIPAN e à CITY Confiteria. Só para ficar com água na boca, além do doce de leite, pode-se encontrar mil folhas, croissants doces, bombas de chocolate e creme, rocamboles, sorvetes mirabolantes… Ah, ia esquecendo, os queijos e os salames são fora de série. Sim, a voltagem é de 220, assim como em todaa Europa!!!Só para ficares com inveja, na próxima semana estarei lá!!! Acorda Menina!!!

  3. Tirando a péssima comida ,a viagem longa, e de se pensar em ir pelas bebidas,as muanbas a preços acessíveis e as porcarias gostosas pra comer

  4. Olha… a comida de Rivera não tem nada de ruim! pelo contrário, a carne é bem mais saborosa que a nossa! A Parrillada não se resume aos miúdos… há carne de cordero também que é uma delícia. Vai numa churrascaria em Pleotas, Santa maria ou na Capital e vê quanto se gasta por carnes nem tão boas assim!

    Imagino que tenhas ficado nos hotéis de Rivera… há boas instalações em santana Do LIvramento, pelo custo igual aos de Rivera.

    Pomelo é uma fruta com a qual se faz o tal refrigerante… tão ruim quanto soda pra mim.

    Se for comprar nos camelôs da linha de fronteira, evita as bebidas…por medida de saúde.

    no mais as compras são tudo de bom ,ainda mais com dólar em queda!!!

  5. Eu AMO Rivera. Os preços são ótimos, a variedade de produtos é enorme. Acho o povo educado, sou sempre muito bem tratada e já fui pra mais de 8 vezes pra lá. Estou indo novamente essa semana. A cidade é pacata sim, as pessoas conversam na rua, sentam nos bares a noite e me sinto super tranquila de andar pelas ruas cheia de sacolas do lado Uruguaio. Se fico em hoteis no Brasil, ao atravessar para nosso lado já vem os ambulantes, os pedintes, etc, etc…
    E meu perfume e minhas maquiagens custam menos de metade do preço por lá!!!

    Fã de Rivera de carteirinha!!!!

  6. Sobre gostos não é possível se dicutir. Eu particularmente acho a parrillada uma delicia (acho que não sou o único porque a demanda é muito grande). Quanto ao pomelo trata-se de uma fruta cítrica, de sabor agri-doce, deliciosa para quem gosta, típica do Uruguai. É bom que se diga que as parrilladas típicas do Uruguai estão fazendo sucesso também no Brasil, em Porto Alegre são bastante concorridas.

  7. Ir para Rivera é uma viagem muita cansativa com paisagens muito repetitivas… Sobre a comida não tenho muito o que comentar comi um xis e achei horrivel!!! Quanto a valores pouco vale a pena sair da cidade do calçado com a ilusão que vai achar algo mais em conta!!! Roupas e calçados não há diferença de preços…
    Eletrodomesticos são baratos , porem te oferecem 3 meses de garantia… Comprei um aparelho e estragou no 2 dia… porem nao vale a pena viajar 12 horas e gastar R$ 260,00 em combustivel para ir atras pedir a a garantia…
    Lugar feio , tão feio que não vale a pena pagar hotel para pousar num lugar desses!!! Não recomendo a vigem para ninguem!!!

  8. Não como carne, mas já comi, e a carne do Uruguay dá de 10 a 0 à d´aqui, pois é carne fresca, e os cortes são um pouco diferentes. Pomelo aqui é chamado de grape fruit, já comprei muito em Porto Alegre, é parecido com sidra, de cor e formato, mas mais amargo, aqui tem o refrigerante Pomelo, da Bonanza, de Flores da Cunha, é mais suave que o do Uruguay. Em relação aos doces, é verdade que não há muita variedade, A maioria é a base de masa folhada ou não, e doce de leite, mas os sorvetes são deliciosos, e os doces de abóbora em calda, de figo, e o “dulce de membrilho”, (marmelada), são excelentes. Tem também o RIVELI, quem vai lá tem que provar, vendiam na confeitaria Metropolitana, na calle Paysandú. As balas também, “caramelos” marca Zabala, e as de amendoim crocante, se desmancham na boca, deliciosas. As massas também são ótimas, ravioli, talharim, spagheti, capeletti. De restaurantes não conheço muito, quando ia lá, a comida era ótima, mamãe fazia.

  9. ESTOU COM VIAGEM MARCADA PARA RIVEIRA NO FINAL DO MES. ESPERO ENCONTRAR COISAS BEM BARATAS, BONITAS E DIFERENTES. QUANTO AO LUGAR, VI OUTRAS FOTOS E
    ACHEI INTERESSANTE A ARQUITETURA ANTIGA E PRAÇAS BEM
    CONSERVADAS.
    QUERO BATER MUITAS FOTOS E…………..COMPRAR MUUUUITO!

  10. Não estive em Riveira, estive em Montevideo e Colonia, esta última que aliás adorei de paixão. Tb não gostei da parrilada, não agrada a todos. O povo é fantastico, bem educado e achei o máximo a mania deles de tomar mate em todos os lugares (Imagina se não levei erva mate pra casa).

    Quanto aos preços, no geral não vi grande mudança, me pareceu até um pouco inflacionado. Mas não sei como está em Riveira, então, minha opinião neste caso está fora de questão. Uma senhora brasileira que mora em Montevideo nos contou na ocasião que o povo está em crise por lá, salário muito baixo e tal. Espero que as coisas por lá melhorem.

    O refrigerante de pomelo me deixou saudades. Amei de paixão, e espero encarecidamente que consiga importado de algum jeito aqui em Curitiba. Assim, poderia matar as saudades de tempos em tempos.

    Torçam por mim na minha busca por refris de pomelo. O ideal é o maravilhoso Pasos del toro, mas qqr um serve na falta deste.

    Um abraço a todos.

  11. Oi Eliane!

    Em Porto Alegre há Pomelo no supermercado, dá uma procurada… deve ter em algum lugar de Curitiba. Querida! Muito obrigada pela visita e por compartilhar informações sobre a tua viagem! Beijos

  12. Nossa! Eu nunca vi tanta ignorância reunida em uma só pessoa. A maneira qual te referes à Rivera é muto triste e diria, pobre. Definitivamente: deverias ler mais sobre o lugar que estiveres indo vistar antes de ir para não precisar escrever tanta ignorância em um site público!!!! Dizer que pomelo “é um espécie de suco de limão”… falar mal da paella. Hahahha! Esta tua postagem seria no mínimo engraçada, se não fosse desprezível. Se o que te interessa em região de fronteira, quando é possível perceber a junção de duas culturas, é só a muamba, deverias guardar teus comentários desastrosos para ti, ou estudar um pouco mais….

  13. Esse post é tão polêmico… mas não vou tirá-lo do ar. Não há maldade nenhuma nele. É simplesmente um texto opinativo mostrando o que e encontrei de bom e o que encontrei de ruim na viagem que fiz a Rivera. Não estou pedindo que pensem que nem eu, muito menos estou querendo que deixem de conhecer, muito pelo contrário, apesar dos pontos negativos da minha percepção do local, eu disse no texto e reafirmo que vale a pena conhecer Rivera ;)
    Não levem a mal! A liberdade de expressão foi conquistada e deve ser valorizada, por isso escrevo e também, ao moderar os comentários, aprovo-os para serem publicados mesmo que neles estejam críticas fortes em relação a minha opinião.
    Obrigada por participar e opinar. Certamente, na próxima viagem, vou me esforçar mais na busca dos pontos positivos que vocês tanto falam nos comentários ;D

Leave a Reply